terça-feira, 10 de julho de 2012

Renan Calheiros lamenta morte de Ronaldo Cunha Lima


O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) lamentou, em discurso nesta segunda-feira (9), a morte do ex-governador da Paraíba Ronaldo Cunha Lima. Pai do senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), o político morreu no último domingo, em consequência de um câncer de pulmão. Renan afirmou que poucos congressistas, ao longo da historia do Congresso Nacional, tiveram a relação de lealdade, amizade e compromisso que Ronaldo Cunha Lima teve com todos os outros, independentemente da condição ideológica ou partidária. Ronaldo Cunha Lima também era dono de uma memória fotográfica invejável e lembrada por muitos, disse Renan. Ronaldo Cunha Lima foi vereador, deputado estadual e prefeito de Campina Grande em 1968. Teve seus direitos políticos cassados em 1969, passou uma década no ostracismo, somente exercendo a advocacia no Rio de Janeiro e em São Paulo. Em 1982, tornou-se mais uma vez prefeito de Campina Grande, sendo eleito posteriormente governador e senador. Além de advogado e político, era poeta, lembrou Renan, deixando dezenas de livros publicados, produção que lhe rendeu uma cadeira na Academia Paraibana de Letras em 1994. Na literatura, admirava a obra do poeta conterrâneo Augusto dos Anjos, predileção que o levou a vencer a edição do programa de perguntas e respostas Sem Limite, na TV Manchete, sobre o escritor, em 1988.
- Ronaldo Cunha Lima deixa a honradez como principal legado – disse.
Vários parlamentares apartearam Renan Calheiros. O líder do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB-AM), também lamentou o falecimento de Ronaldo Cunha Lima, com quem conviveu não só como governador, mas também como senador.
- Aprendi a admirá-lo não só pela sua qualidade intelectual, mas pela história de vida e pela trajetória na política brasileira. Que a família receba o nosso mais profundo sentimento de pesar – disse Eduardo Braga.
O senador Romero Jucá (PMDB-RR) afirmou que Ronaldo Cunha Lima foi um grande brasileiro, um político de referência para o Brasil, por sua cultura e forma de atuar. Também se associaram às condolências à família de Ronaldo Cunha Lima os senadores Lídice da Mata (PSB-BA) e Flexa Ribeiro (PSDB-PA).

Agência Senado


video

Nenhum comentário:

Postar um comentário