quinta-feira, 12 de julho de 2018

EM 2022 O HEXA NÃO CAIRÁ DO CÉU



É preciso deixar claro, desde já, que o Brasil terá muitas dificuldades, para conquistar o hexa, na Copa de 2022. A seleção terá que evoluir. Fisica e taticamente.  O talento e a força individual não poderão mais ficar longe do coletivo. Não temos mais Pelé, Gerson, Rivelino e Jairzinho.  A copa da Rússia mostrou ao mundo que diversas seleções estão se aprimorando.Jogando o fino. Com  qualidade, objetividade e precisão. Não temem mais a seleção penta campeã. Jogam em igualdade de condições com os brasileiros. Chegarão na copa de 2022 ainda mais preparadas. Até lá, na longa caminhada pela frente, a seleção precisará sem mesclada. É fundamental que os atletas convocados treinem e joguem  mais tempo juntos. Nessa linha, Tite disporá de 4 anos para  compor o elenco, analisar os convocados.Lembrar de excelentes jogadores que não tiveram chances de disputar a copa da Rússia.  Aparar arestas. Fortalecer o coletivo. Vencer a Copa America,  no Brasil, em 2019, será estimulante e útil para os planos de Tite. A CBF, por sua vez, permanecerá trabalhando com eficiência, firmeza  e profissionalismo, ampliando e fortalecendo o destino glorioso de vitórias e conquistas do futebol brasileiro. 

MAGISTRADO RIDÍCULO



Patético, inconsequente e ridículo, o desembargador Rogério Favreto, obscuro plantonista no Tribunal Federal da 4* Região, mandando soltar Lula.Creio que pela lambança que orquestrou, causando ainda mais rebuliço no já inquieto judiciário, o imprudente e açodado magistrado, ex-filiado do PT e nomeado para o cargo por Dilma, merecia ser preso, também em Curitiba. Com um consolo: ficar perto da cela do Lula, que ele tanto admira e venera.

KFOURY VOLTOU AO NORMAL



Juca Kfoury cobriu a copa do Mundo fantasiado com pele de cordeiro. O retorno da seleção brasileira sem o hexa, foi o bastante para Kfoury voltar ao que sempre foi( "Uma derrota a mais"- FSP- 8/7): inconsequente, recalcado, torpe, estúpido e paladino de meia pataca.

EM VISITA À FIEAM, CÔNSUL-GERAL DO JAPÃO EM MANAUS CONHECE MELHOR A ZFM



Em visita a Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), a cônsul-geral do Japão em Manaus, Hitomi Sekiguchi, disse ao presidente da Fieam, Antonio Silva, que a Zona Franca de Manaus (ZFM) não é conhecida no sul do País. Sekiguchi foi recebido na sexta-feira (6) na FIEAM. “Antes de vir para Manaus, trabalhava em São Paulo e ouvia falar muito pouco do Amazonas, sabemos que a ZFM é forte, mas o que faz? O que é produzido? Nos noticiários do sul e sudeste a ZFM nunca entra em pauta”, lamentou Sekiguchi, que está no Brasil há dez anos, e assumiu missões diplomáticas em Brasília, São Paulo, Recife, Rio de Janeiro e Belém. Para o presidente da Fieam, o desconhecimento sobre a Zona Franca por parte da população de outros estados prejudica o desenvolvimento das ações e incentivos fiscais para a produção industrial no Amazonas

O AMOR VENCEU



O resgate com sucesso, dos adolescentes e do professor, é forte exemplo de que o amor, a solidariedade, a fé e a união de esforços, mais do que nunca deveriam ser as palavras chaves para a convivência humana em todo o mundo.

APEDEUTA KFOURY



O asno Juca Kfoury  cobriu a copa do Mundo fantasiado com pele de cordeiro. Rabiscando bolorentos artiguetes medíocres e arrogantes. Que sempre têm  o destino certo: a lata do lixo.  Parecia que os ares da Rússia estava servindo  para respingar pingos de  decência na cachola podre do  rebotalho da crônica esportiva. Porém, o retorno da seleção brasileira sem o hexa, foi o bastante para Kfoury tirar a máscara encardida de falso  mocinho.  Voltou ao natural. Por inteiro. Jogando as patas imundas em desportistas que realmente trabalham pelo futebol brasileiro e pela seleção penta campeã.  Por inteiro( "Uma derrota a mais"- Folha de São Paulo- 8/7): inconsequente, recalcado, torpe, estúpido, leviano e paladino de meia pataca.Eterno desapontado e raivoso porque os dirigentes da CBF não lhe dão a menor  importância. O apedeuta Juca não é levado a sério por ninguém   Não tem argumentos que sustentem um minuto de debate.  Kfoury é um reles pobre diabo. 

sábado, 7 de julho de 2018

Fica Tite

Evidente, por bom senso e reconhecimento pela dedicação e pelo trabalho competente realizado, que Tite deverá permanecer técnico da seleção. No esporte e na vida se perde e se ganha. São as leis da existência e da convivência.   Coveiros do quanto pior, melhor, passarão agora, com os olhos esbugalhados de sangue e ódio, a tripudiar o trabalho de Tite.  O presidente eleito da CBF, Rogério Caboclo, tem sensibilidade, clarividência e autoridade suficientes para decidir, no momento certo, pela permanência de Tite no cargo. Dirigentes,  jogadores e comissão técnica, prosseguirão unidos e empenhados na conquista do hexa, na copa do mundo de 2022.

O hexa ficou para 2022

Deixamos o hexa escapar para um valoroso adversário. A Bélgica jogou sempre melhor. Jogamos muito abaixo das expectativas. Quem não faz, leva. Esperanças em vão, depositadas na dupla mais qualificada, em talento e criatividade, Philipe Coutinho e Neymar. Irreconhecíveis.  Fernandinho não foi o substituto que se esperava de Casemiro. A escalada brasileira mostrava-se perfeita. Até aparecer no caminho a eficiente Bélgica. Não adianta chorar pelo leite derramado. Resta o consolo que  a seleção brasileira permanece sendo a única  penta campeã do mundo. O hexa ficou para 2022. 

quinta-feira, 5 de julho de 2018

DECISÕES POLÊMICAS



Desde 1930, foram constituídas as Turmas no Supremo Tribunal Federal (STF) para agilizar os processos que se avolumaram com o passar dos anos.
Atualmente, existem dois Colegiados com 5 ministros para não haver empate. O Presidente do STF não os integra porque é absorvido por inúmeras providências administrativas.
As questões constitucionais, os recursos impetrados contra as Turmas, o julgamento do Presidente da República, do seu vice, dos titulares da Câmara e do Senado, de seus próprios ministros e do Procurador- Geral são obrigatoriamente submetidos à apreciação do Plenário, composto de 11 juízes.
Com o mensalão, a maior parte do tempo dos Ministros foi gasta com o julgamento de parlamentares no tribunal pleno.
A partir de 2014, a competência das Turmas foi ampliada para avaliar ações penais contra deputados e senadores.
No momento, os colegiados estão assoberbados com o julgamento de habeas corpus e de recursos contra decisões de instâncias inferiores, sem falar nos processos da Lava-Jato que estão concentrados nas mãos de um Ministro da segunda Turma.
O dissenso é natural e sempre ocorreu nos diferentes tribunais.
O que não pode acontecer é o vedetismo e a agressiva disputa entre determinados juízes, prato cheio para a mídia, que compromete a imagem da Suprema Corte e leva segmentos da população a tomarem partido na defesa de uns e veemente crítica de outros.
Na prática, o problema se inicia com o processo de indicação pelo Presidente da República onde prevalece, na maioria dos casos, a iniciação política e ideológica dos candidatos.
A contestação popular incrementou quando o Ministro Lewandowski presidia o processo de impedimento da Presidente Dilma no Senado Federal e, surpreendente, isentou-a da suspensão dos direitos políticos como sucedeu com Collor anteriormente em respeito à Constituição.
De lá para cá os antagonismos e divergência entre Ministros tornaram-se públicas e graves acusações chegaram a ser transmitidas, ao vivo, pela TV.
Se os casos polêmicos e duvidosos fossem submetidos à apreciação do Plenário, deixando de ficar restritos às decisões das Turmas, não veríamos tantas baixarias.
Agora mesmo, a constitucionalidade  da prisão em segunda instância ainda da margem a muitas discussões e posicionamentos distintos. Um dos Ministros já admite a possibilidade de rever o seu voto o que mudaria o apertado e recente placar da votação anterior.
Em 26 de junho, a Segunda Turma do STF libertou o ex- Ministro Dirceu e o ex-Deputado Carlos Genu, tesoureiro do PP que estavam presos por terem sido condenados naquela instância.
Os casos são semelhantes ao do ex- Presidente Lula que também poderia estar em liberdade se o seu recurso não tivesse sido submetido ao Plenário o que somente ocorrerá após o recesso.
Não temos o mínimo interesse de tomar partido de qualquer das partes mas é inadmissível haver entendimento e tratamento diferentes em situações símiles.
No mesmo dia, foram eliminadas as provas obtidas pela Lava-Jato na residência do ex- Ministro Paulo Bernardo e de sua esposa, Senadora Gleisi Hoffman.
Mais motivos para os notáveis exteriorizarem seus ressentimentos. Um deles acusou a Presidente da Casa de “manipular” a pauta de julgamentos do Tribunal. Outro declarou que  estavam de “mãos queimadas” desde a conclusão  dos precatórios, “um verdadeiro desastre”. Foi replicado  por um par dizendo que “ o corpo todo” assim se encontrava            por outras decisões “muito díspares do ideário do Supremo”, deixando entender sua insatisfação quanto ao ocorrido na jornada de 26 de junho e outras tantas.
O Supremo Tribunal Federal merece ser respeitado pela população! Seus Ministros têm o dever de zelar pela sua imagem!
DIÓGENES DANTAS FILHO- Coronel Forças Especiais/Consultor de Segurança.

Grosseiro Walter Salles Jr



Lamentável o show de colossais, injustas e levianas grosserias do cineasta Walter Salles Jr (Folha- 4/7) com o ex- presidente Collor.   Desconhecia que Salles Jr é mais reles refém dos patrulheiros espertalhões e gananciosos que estavam acostumados a mamar nas tetas da Embrafilme. Extinta em boa hora por Collor porque não servia ao cinema nacional, mas apenas como instrumento para saciar o apetite de oportunistas cineastas fantasiados de isentos e éticos.

XIII Rio Harp Festival, o maior do mundo, e encerrado em Madrid



:
Encerrando o XIII Rio Harp Festival na Casa do Brasil em Madrid programa duplo: a harpista espanhola Beatriz Milan, e com a participação especial de Maria Rosa Calvo y Manzano - a mais importante da Espanha - e Harp Celtic Orchestra da Itália. Foram 134 concertos no Rio, SP, Lisboa, Coimbra e agora Madrid entre maio e junho, registrando um público superior a 17.000 pessoas. O Rio Harp Festival é hoje o maior festival de harpas do mundo. E agora os planos para 2019- XIV Rio Harp Festival que se ampliará para cidades da França, Itália, além de manter Portugal e Espanha e intercambio com festivais do Chile, México e Itália,
Fotos do evento casais Teresa e Luis Quatroni vind especialmente do Rio e Ignez e Sergio da Costa e Silva

Sábios Toffolli e FHC



Dois momentos inesquecíveis da vida nacional: um deles sensacional, destacando a importância da gratidão.  O segundo, desalentador, deixando os brasileiros perto da depressão. O primeiro, a decisão do ministro do STF, Dias Toffoli, que foi subordinado de Dirceu, antes de ingressar na Suprema Corte, nomeado por Lula, mandando o juiz Sérgio Moro retirar o uso da tornozeleira eletrônica para o ex-chefe,  outro gênio da raça pura solto pelos estupendos ministros da segunda turma do STF. A lava-jato que se lixe.  Por sua vez, o segundo tema, é a propósito da triste decisão do sábio FHC de suspender seus irretocáveis artigos durante o período eleitoral. Intelectuais do mundo todo, inclusive da Suécia, responsáveis pelo prêmio Nobel, choram e lamentam a drástica decisão do imortal FHC.

MDIC e SUFRAMA esclarecem sobre nova Lei de Informática da ZFM


A Secretaria de Inovação e Novos Negócios do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (SIN/MDIC) e a Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA) convocam representantes de empresas, institutos e consultorias de projetos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) da ZFM para reunião que será realizada nesta sexta-feira (6), a partir das 10h, no auditório da SUFRAMA.
O evento, que contará também com a participação de representantes do Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam), Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam) e universidades do âmbito estadual e federal, terá o objetivo de apresentar as novidades trazidas pela Medida Provisória nº 810, de 11 de dezembro de 2017, que promoveu alterações na Lei de Informática da Zona Franca de Manaus (Lei nº 8.387/1991).
De acordo com o superintendente adjunto de Planejamento e Desenvolvimento Regional da SUFRAMA, Marcelo Pereira, a reunião se faz necessária porque a nova regulamentação implicará na edição de novos procedimentos e portarias do MDIC em conjunto com a SUFRAMA, tais quais necessidade de cadastramento de auditoria independente junto ao Ministério e à autarquia; investimentos em fundos credenciados na Comissão de Valores Imobiliários; e nova regulamentação sobre a prática de reinvestimento de glosas de P&D.
“Iremos apresentar as mudanças da legislação, do que era e do que passará a ser. Esse é um momento muito importante para que os diversos atores – empresas, institutos e consultores, entre outros – possam conhecer a fundo as novas diretrizes normativas e aprimorem cada vez mais os seus trabalhos relacionados ao mercado de Pesquisa e Desenvolvimento da região, que é estratégico e de grande potencial. Estima-se que esse mercado movimente anualmente um montante de cerca de R$ 550 milhões, angariados a partir de recursos (5% do faturamento bruto) que as empresas do segmento de Bens de Informática do Polo Industrial de Manaus têm obrigação de investir”, detalhou Pereira. 

segunda-feira, 2 de julho de 2018

Roberto Tadros lidera eleição na CNC

O Jornal Perfil, segundo jornal da Argentina, depois do Clarin, fez uma entrevista com o que considera o virtual novo presidente da Confederação Nacional do Comércio (CNC), José Roberto Tadros – uma eleição que ocorre em setembro, mas onde o presidente da Fecomercio Amazonas já tem o apoio declarado de 22 das 28 federações votantes no colégio eleitoral dos comerciários. Parabéns!

Hexa chegando

Prosseguimos animados, com personalidade e objetividade, no caminho do hexa. O sentimento é de festa. Corações vibrando com força. Peito estufado de fé e emoção. O Brasil inteiro abraçando e confiando em Neymar e companhia. Não é a toa que somos penta campeões do mundo. Temos a melhor seleção, o melhor técnico e gestão competente que não deixa faltar nada aos jogadores. O sucesso da seleção certamente abrirá caminhos para um futuro mais saudável e radiante. Que a sensibilidade ilumine os candidatos. O povo exige ações que finalmente beneficiem a coletividade. Basta de sofrimentos e promessas vazias. A união de esforços e a grandeza de atitudes precisam  finalmente vencer o ódio, o rancor, o ressentimento e o bate-boca que nada constrói. 

quarta-feira, 27 de junho de 2018

Datena na rinha

Curioso mas saudável. Depois de tirar o couro dos políticos na televisão e no rádio, José Luis Datena resolveu disputar o senado. Com o tempo e convivência com senadores, Datena aprenderá que sozinho, açodamento ou destempero, não produzirá nada em benefício da coletividade. Que na teoria a prática é outra. Aprenderá com os mais calejados a pisar macio, sem estrelismo e arrogância, se realmente desejar exercer o mandato com eficiência e sucesso. 

STF na lona

Os ministros do STF deveriam colocar  a mão na consciência (consciência? Deus perdoe a blasfêmia), cair em si e fazer solene autocritica: desmoralizando o bom senso,  a lava-jato, e esquartejando a Constituição, como fizeram agora, soltando José Dirceu, quem se apequena cada vez mais diante dos brasileiros é a própria Suprema Corte e seus integrantes. Duvido que, hoje, algum ministro do STF tenha  desprendimento e coragem de fazer compras sozinho. Cada dia que passa os brasileiros acreditam menos nas instituições e na maioria das decisões estranhas, patéticas e esquisitas dos magistrados. Nessa linha, não é difícil prever  qual será a tônica dos resultados dos próximos julgamentos de outros petistas de alto coturno,no STF,  a partir de setembro,  quando o ministro Dias Toffoli, nomeado ministro pelo então presidente Lula, assumir a presidência da Suprema Corte.  Vão escancarar a porteira. Oremos.

terça-feira, 26 de junho de 2018

Sacripanta Martín Fernandez

De qual buraco do esgoto da sarjeta nasceu o sacripanta Martín Fernandez? Por quer razão joga as patas imundas no presidente da CBF, Antônio Nunes? Perguntas que possivelmente só Freud explica. Pelo fato de rabiscar idiotices no Globo, fantasiadas de bom jornalismo, o parvo Fernandez não tem o direito de usar o precioso espaço que dispõe para saciar suas frustrações e colossal valentia. Deveria patentear tamanha coragem. O sabidão de plástico Martín ainda estava nos cueiros e Nunes já trabalhava pelo desenvolvimento do futebol do Pará. Como dirigente de Federação e presidente de Clubes. Nunes é respeitado oficial reformado da Policia Militar paraense. Cidadão de hábitos simples e afável, Antônio Nunes beira os 85 anos. Dedicou a vida inteira ao futebol. Nessa linha, pela conduta firme e correta e pela idade avançada, merecia ser tratado com respeito e educação. Não está em jogo, mesmo porque já está superado, o episódio da votação da qual Nunes participou, como presidente da CBF. Nunes não pode, não merece nem deve ser demonizado pelo ocorrido. O parlapatão Martinez termina sua arrogante, e raivosa e  destrambelhada lenga-lenga (O Globo-23/6), afirmando que a "CBF se envergonha de Nunes". A meu ver, Martín Fernandez, por sua vez, com suas diarréias mentais, é   quem envergonha o jornalismo esportivo.

Gerson merece

O "Esporte Espetacular (TV-Globo - 24/6) obrou bem homenageando o cerebral e eterno craque Gerson Nunes. Seria excelente se o Brasil seguisse o exemplo de outros países e cultivasse com mais apreço e dignidade seus verdadeiros ídolos. Gerson foi humilde em dizer que "não é exemplo para ninguém". Claro que é. Permanece craque também fora de campo. Há décadas, em Niterói, através do Instituto Canhotinha de ouro, mantém centenas de crianças e adolescentes, com educação, alimentação e saúde. A iniciativa revela talentos e forma cidadãos para a vida.  Muitas meninas e meninos, já atuam em equipes de clubes do Rio de Janeiro e, outros  jogam em times profissionais. Gerson é exemplar chefe de família. Lúcido analista de futebol e grande figura humana.